Duas Bloggers a Explorar as Encostas do Douro

Parabéns Portugal – Eleito Melhor Destino Turístico do Mundo- 2018
3 Dezembro, 2018

Duas Bloggers a Explorar as Encostas do Douro

Visite Comigo e Cris pelo Mundo em uma experiência única em Baião, Cinfães, Resende e Marco de Canaveses.

Já algum tempo eu ansiava por esse encontro com a Cris pelo Mundo, uma brasileira como eu em terras lusitanas, eu super admiro o trabalho dela voltado para viagens em família, ideal principalmente para quem tem filhos. Parte do principio também as muitas mensagens que já recebi com dúvidas sobre: o que fazer com criança em Portugal?

Confesso que eu não gostaria de encontrar com a Cris e a família dela só por encontrar, o que eu queria mesmo era uma desculpa para viver uma experiência com ela e o “Mundo” dela chamado Emmanuel, uma criança linda, meiga e educada, que transmite através de seu sorriso e olhar a pureza do seu coração, sem querer roubar olhares ele ilumina por onde passa.

Os programas que envolvem parques temáticos para crianças são importantes, mas não podemos abrir mão do que Portugal tem de melhor a nível cultural, para envolver os mais pequenos de forma didática e interativa.

 

   Foto: Os Caminhos de Jacinto – ©Visite Comigo

O programa cuidadosamente elaborado pelo Os Caminhos de Jacinto e seus parceiros, levou-nos a uma viagem cultural na vida de Eça de Queiroz, Serpa Pinto, Egas Muniz e Carmen Miranda. O melhor de tudo não foi só aprender sobre eles e suas histórias, e sim poder conjugar essa experiência com a excelente gastronomia, que envolve e torna destinos como Baião, Cinfães, Resende e Marco de Canaveses em um ponto de paragem obrigatória, no norte de Portugal.

Nossa jornada começou na Sede dos Caminhos de Jacinto, em Arêgos no Município de Baião. O cenário é magico, junto ao rio Douro. Foi pela manhã que fomos recebidos com um mimo das Cavacas de Resende e um chá, que naquele dia frio e chuvoso de outono, aqueceu a nossa alma.

Partimos para a Mosteiro de Santo Andre, em Ancede e visitamos também a Capela do Senhor do Bom Despacho. Essa última foi construída de forma octogonal, e chama a atenção de quem passa por essas terras. Alberga no seu interior exemplares da arte sacra em talha dourada que representam o mistério de rosário.

   Foto: Capela Senhor do Bom Despacho – Ancede – ©Visite Comigo

O relógio não para e com os dias curtos, precisávamos apressar os passos, pois ainda tínhamos muita coisa para visitar, inclusive saciar o apetite no Restaurante Etnográfico Casa do Lavrador, em Santa Cruz do Douro, um ambiente que traz como sua principal identidade a herança autêntica de tradições e memórias de outros tempos, onde o trabalho e a vida eram bem difíceis.

Fomos todos envolvidos por aquela atmosfera de casa da avó, a começar pelos funcionários vestidos com traje tradicional, com o candeeiro a petróleo sobre a mesa, a caneca do vinho, o banco e mesa de madeira, comidinha preparada cuidadosamente em forno a lenha, a forma como os alimentos são servidos, sem contar que tem uma vista panorâmica e soberba daquele sitio, existem experiências que é preciso viver, nem que seja por uma vez, e essa é uma delas.

 

   Foto: Restaurante A Casa do Lavrador – ©Visite Comigo

Não posso deixar de referir que visitamos, a casa que a esposa do Eça de Queiroz, Dona Emilia ganhou de herança, hoje è um museu que guarda as memórias do famoso escritor. Neste espaço há uma exposição de alguns pertences pessoais, como a escrivaninha onde fazia seus apontamentos, sua cama, quadro do seu avô e de presentes que ele ganhou de amigos. Da janela viajamos na história da sua última obra “A Cidade e as Serras”.

Da vista conseguimos imaginar, porque ele ficou tão surpreendido com aquelas serras.

E em breve os nossos males esqueceram ante a incomparável beleza daquela serra bendita!

Com que brilho e inspiração copiosa e compusera o Divino Artista que faz as serras, e que tanto as cuidou, e tão ricamente as dotou, neste seu Portugal bem-amado!”

   Foto: Museu Eça de Queiroz – ©Visite Comigo

Em seguida fomos à Quinta da Covela, um espaço com um conceito maravilhoso de enoturismo. Perdi as contas dos brindes que fizemos com o Vinho Verde Avesso. Foi uma pena chegar neste espaço já de noite, onde infelizmente não tivemos a oportunidade de desfrutar desta linda quinta, mas acredito que não faltará oportunidades.

 

   Foto: Quinta da Covela – ©Visite Comigo

A noite caiu, e fomos recarregar as nossas energias na Casa Senhora da Silva, em Marco de Canaveses, um espaço com vistas inusitadas para a Quinta de Vilacetinho, uma das maiores produtoras de vinhos verde, em Marco de Canaveses.

Fomos recebidos calorosamente pela D. Augusta, que cuidadosamente nos acolheu com tanto carinho. Não posso deixar de falar da delicadeza enorme por parte da anfitriã, que deixou-nos tantos miminhos, tanto para mim como para a Cris, nem preciso dizer que Emmanuel amou todo esse carinho. A alma desta família está em cada canto da casa. Começamos por desfrutar os espaços comuns da casa.

   Foto: Casa Senhora da Silva – ©Visite Comigo

A cozinha com toda a infraestrutura necessária para passar excelentes momentos à mesa em família ou com amigos, perfeita para preparar uma boa refeição, a experiência foi tão agradável que nem nos apercebemos as horas passarem.

   Foto: Casa Senhora da Silva – ©Visite Comigo

Com a aproximação do inverno, as noites tem sido bem frias, e os quartos da casa já estavam aquecidos, o ambiente era bem acolhedor. É a serenidade que habita na suite e no quarto-duplo, na divisão superior, um pequeno retiro para fugir da agitação das grandes cidades.

No andar inferior é composta por uma sala ampla e seu Spa Emotion que impera em qualquer estação do ano. Este refúgio é sublinhado pela varanda de vidro, onde é possível observar a paisagem verdejante rural que invade cada recanto da Casa Senhora da Silva, um lugar especial para voltar.

   Foto: ©Casa Senhora da Silva

A manhã seguinte foi bem melindrosa, mas precisávamos seguir, pois o pequeno-almoço estava a nossa espera no Hotel Porto Antigo, em Cinfães do Douro. Fomos surpreendidos por um buffet maravilhoso com sumos de frutos da época, pães, doces e variedades de produtos que nos deram força e energia para iniciarmos o dia. Com uma localização privilegiada, não poderíamos começar o dia de outra forma. Tomar o pequeno-almoço neste hotel nos deixou com aquele gostinho de quero mais, vale a pena repetir.

 

   Foto:Douro Hotel Porto Antigo – ©Visite Comigo

Estava no roteiro a visita à Aldeia de Pias, pertinho do hotel e ao Centro de Interpretação do Bestança. Que lugar especial, um museu natural a céu aberto. O som das águas, as aves e outros animais que escolheram fazer deste destino seu habitat.

O Centro Interpretativo é bem didático, com vídeos a nos apresentar o Vale do Bestança em cada estação do ano. Conta com pequenos ecrãs interativos e ajuda as crianças à aprender mais sobre os animais da região.

É ideal também para os ciclistas que podem contar um espaço destinado para ajuda e suporte com suas bicicletas.

   Foto: Centro de Interpretação do Bestança – ©Visite Comigo

O vale da Serra de Montemuro estava no nosso roteiro, bem como a Ponte da Panchorra.

Ah!! Ponte da Panchorra, que lugar é esse!!

A ponte é romana e é composta por dois arcos sobre o rio Cabrum, tem referências na história no séc. XIII. Um espaço verdejante, excelente para ser visitado em qualquer estação do ano, no verão é bem concorrido por causa da praia fluvial e dos espaços destinados para piquenique. A Ponte da Panchorra está cerca de 10 minutos de carro da Aldeia da Gralheira, Princesa da Serra.

   Foto: Ponte de Panchorra – ©Visite Comigo

É claro que Os Caminhos de Jacinto, preparou nosso roteiro incluindo uma refeição maravilhosa no famoso restaurante Recanto dos Carvalhos, na Gralheira.

Você sabia que a Aldeia da Gralheira é a mais alta aldeia portuguesa? Está localizada cerca de 1100 metros de altitude. Como é bom voltar a esse restaurante, que para mim é como um baluarte, em defesa da excelente cozinha serrana.

Não se perca com as entradas, porque o Naco de Vitela Arouquesa, o Cabrito e o Bacalhau têm fama comprovada pelos clientes. O resultado que chega à mesa é muito da criatividade comandada pela anfitriã Cassilda Santos. Serve-se sempre que possível produtos produzido na região, com extrema dedicação. Para mim esse restaurante tem muita popularidade pela qualidade da cozinha e a forma familiar como recebe.

 

   Foto: Restaurante Recanto dos Carvalhos – ©Visite Comigo

   Foto: Restaurante Recanto dos Carvalhos – ©Visite Comigo

Passamos rapidamente pelo Mosteiro de Santa Maria de Cárquere em Resende, um destino que ainda é preciso voltar com mais tempo e visitar seus atrativos. Eu e o Emmanuel nos divertimos muito entre as calçadas romanas, enquanto a mamãe Cris explorava o interior do mosteiro.

    Foto: Mosteiro de Santa Maria de Cárquere – Resende – ©Visite Comigo

E para terminar o dia com chave de ouro, fomos para a famosa Termas das Caldas de Aregos, em Resende. As primeiras referências desta Termas vêm desde a Idade Média.

Conta-se que: Dos lameiros que se veêm no fundo da povoação borbulham as nascentes desta preciosa água, aos lados de um pequeno riacho, em cuja margem esquerda emergem três das mais importantes fontes: Duas, as mais razoavelmente exploradas e aproveitadas, alimentam os banhos do Ribeiro; a terceira alimenta a fonte da Bica”. Fonte: Termas das Caldas de Aregos.

   Foto: ©Termas das Caldas de Aregos

Curiosidade: Você sabia que desde o tempo de D. Afonso Henriques, que as Termas das Caldas de Aregos é reconhecida pelas suas capacidades curativas?

Está abraçada pela paisagem verdejante e pelo rio Douro, promove para seus visitantes a saúde e bem-estar e permite a recuperação do equilíbrio perfeito e único entre o Corpo, Alma e a Mente.

Não poderia deixar a Cris pelo Mundo partir, sem conhecer um pouco da terra da Carmem Miranda, afinal de contas, ela não é brasileira e sim portuguesa. Reservamos algumas horas para caminhar pelo Centro Histórico do Marco, mesmo com o dia bem chuvoso, deu para Cris ficar com um gosto de quero mais, e voltar para desbravar essa terra linda.

Levei ela para provar os sabores do Restaurante Pianíssimo, que em pouco tempo, tornou-se numa das mais seguras apostas da cidade. Quer isto dizer que esta é uma cozinha imprevisível, mas sempre cheia de bons e surpreendentes sabores. Um espaço pequeno e aconchegante, mas grande em propostas gastronómicas. 

Foto: Restaurante Pianíssimo – Marco de Canaveses – ©Visite Comigo

Artigos Relacionados:

O inigualável Douro Vinhateiro

Serra da Lousã- Aldeias do Xisto

O que fazer no Porto em dias de chuva com ou sem criança?

SEA LIFE Porto – Uma viagem mágica ao fundo do mar.

Download do Aplicativo

Play Store

App Store

Os comentários estão fechados.