Serra da Lousã- Aldeias do Xisto

Posso levar produtos para o Brasil?
26 Junho, 2016
Nossa Experiência no Palácio da Lousã do Séc XVIII.
9 Agosto, 2016

Serra da Lousã- Aldeias do Xisto

Mais que uma visita, uma experiência.

Hoje o Visite Comigo, vem compartilhar a experiência na Serra e Vila da Lousã, com uma visita espectacular nas Aldeias do Xisto trazendo na bagagem grandes experiências. Vale a pena conferir.

A Serra da Lousã  tem sua localização na região Centro de Portugal, no distrito de Coimbra para o distrito de  Leiria, é composta na sua paisagem soberba por castanheiros, carvalhos, sobreiros além dos pinheiros. O ponto mais alto está em Trevim, com uma altitude de aproximadamente 1.183 metros, convida aos mais corajosos a desafiar-se por caminhos pedonais e trilhos de BTT,  com paisagens de tirar o fôlego.

Foto: Serra da Lousã -Visite Comigo

Podemos destacar como os pontos de interesses na serra, o Castelo da Lousã, Sra. da Piedade, praias fluviais  e Santo Antônio da Neve. As Aldeias do Xisto, é com certeza a principal atração na Serra da Lousã (Candal, Cerdeira, Talasnal, Casal Novo e Chiqueiro), escondidas na vegetação abundante que envolve toda a serra. Eu vou  partilhar como foi a experiência do Visite Comigo nas aldeias detalhadamente.

A Aldeia de Cerdeira, foi a primeira aldeia a ser visitada, foi uma visita guiada pelo departamento de turismo da Lousã. Quando iniciamos a subida, muito bem sinalizada, envolvidos por uma natureza linda e selvagem, em uma estrada cheia de curvas, procurávamos ansiosamente pela aldeia da Cerdeira, que teimava em permanecer escondida, ao mesmo tempo que nos encantávamos pela vegetação pura, a curiosidade de chegar tomava conta de nos e eis que surge uma pequena capela.

Foto: Capela aldeia da Cerdeira -Visite Comigo

Deixamos o carro e iniciamos um trajecto pedonal, entre folhagens e água pura que  corria pelos vales, num cenário mágico, surge a Cerdeira, em uma inclinação acentuada, com uma paisagem magnifica e compensadora.

Foto: Aldeia do Xisto de Cerdeira -Visite Comigo

Com casas em xisto, estivemos atentos aos detalhes, como plantações de ervas aromáticas, o  atelier criativo, artes em cerâmicas, inclusive nesta aldeia existe a presença de um único forno no mundo de cerâmica sem fumaça, o responsável por essa grande obra é o Masakazu Kusakabe, tivemos o privilégio de o conhecer, se quiser saber mais sobre esse artista  segue o link do site oficial: www.miharuarts.com/kusakabe .


Foto: Aldeia Cerdeira -Visite Comigo

           

     Foto: Arte em Cerâmica -Visite Comigo

 

Foto: Arte em cerâmica -Visite Comigo

 

                                                                           

                                                     Foto: Masakazu e Cristina -Visite Comigo

Outro ponto de interesse, é a piscina de água natural, a área de merendas com churrasqueira . Vale a pena reservar um tempo e se aventurar neste cenário mágico.

 

Chiqueiro

No dia seguinte, seguimos em direção a Aldeia do Chiqueiro, fica em uma direção diferente a aldeia do Casal Novo e Talasnal,  não presenciamos nenhum habitante nesta aldeia, apenas um lindo cachorro, que vigiava a aldeia e nos davam boas-vindas, muito meigo e até fez pose para fotografia.

Foto: Aldeia do Chiqueiro -Visite Comigo

Acredito que talvez essa aldeia seja a menor das cinco Aldeias do Xisto na Serra da Lousã. Com um aspecto de que a população local, ainda vivem com métodos tradicionais, na criação de gados e cultivos. Um lugar que transmite a sensação de que o tempo parou ali. Não presenciamos ninguém, porque possivelmente deveriam estar a trabalhar, envolvidos e escondidos pela natureza selvagem que também envolvem essa linda aldeia.

Foto: Aldeia do Chiqueiro -Visite Comigo

O céu estava azul e num contraste sublime com o verde da serra, caminhávamos sobre os degraus e vielas de xisto, avistamos sem esperar uma pequena capela, pintada de branco e contornado de tons azul. Partimos dali e seguimos em direção ao Casal Novo.

 

Foto: Aldeia do Chiqueiro- Visite Comigo

Casal Novo

 

A nossa experiência no Casal Novo foi maravilhosa, neste mundo mágico o tempo passa lentamente, logo na entrada, uma escadaria em xisto, com muitos degraus, nos levam para um outra dimensão de beleza, a medida em que descíamos os primeiros degraus, nos deparamos com um único som, de uma fonte que jorrava água pura, para refrescar o calor em dias quentes de verão.

Foto: Aldeia do Casal Novo -Visite Comigo

 

Seguimos os degraus até o fim, presenciamos alguns trabalhadores a restaurar casas, e sinalizações a indicar um caminho pedonal em direção ao castelo e Sra. da Piedade.

 

Foto: Aldeia do Casal Novo -Visite Comigo

Nos aventuramos e seguimos em direção ao castelo, foi sempre a descer, debaixo de  muita sombra de diversas espécies de árvores variadas, avistávamos pouca luz do sol, víamos somente arvores e pedras de xistos  espalhados ao longo do caminho, percorremos cerca de 30 minutos, em um percurso com nível de dificuldade médio-alta, mau podíamos sentir as pernas devido a inclinação acentuada, em alguns momentos foi preciso o apoio das árvores para auxiliar no equilíbrio,  mas foi compensador. 

 

Foto: Caminho pedonal: Visite Comigo

 

De repente sem esperarmos surge um lindo miradouro, com uma vista de tirar o fôlego, de uma paisagem espectacular e magnifica, e o castelo juntamente com a igreja da Sra. Piedade destacavam-se no meio daquela natureza verdejante, sobre um brilho do sol e os tons azul do céu, onde o som dos pássaros, nos convidam para passar alguns minutos a apreciar a natureza tão bela e selvagem. São imagens que ficaram para sempre em nossas memórias.

 

                                   Foto:  Miradouro -Visite Comigo

       Foto: Castelo e Capela Sra. Piedade – Visite Comigo

 

Foto: Miradouro -Visite Comigo

O relógio apontava para 13.30 hrs da tarde, o estômago começou a sinalizar que precisávamos seguir em direção a um sitio que servisse algo bom para petiscar, afinal de contas, tínhamos mais 2 aldeias para visitar.  Retornamos pelo mesmo caminho, mas outros caminhantes que encontramos pelo caminho, seguiam em direção ao castelo ou Talasnal (outra aldeia do xisto). Em uma subida acentuada, lá seguimos, debaixo dos arvoredos, trazendo na memória aquela paisagem verde e pura. Chegamos na aldeia do Casal Novo novamente, e seguimos em direção ao Talasnal.

Foto: Sinalização pedonal -Visite Comigo

Talasnal

Talasnal, está em uma localização privilegiada, um verdadeiro miradouro, entre montanhas e vales verdejantes, encontramos logo a entrada uma fonte de água pura e fresca, vielas, caminhos em xisto, visitantes com mapas  escolhendo o melhor caminho a seguir,  acredito ser a aldeia mais habitada, com muita presença turística, casas de alojamento local, restaurantes, bar e loja com produtos típicos da região e excelente sinalização.

Foto: Aldeia Talasnal -Visite Comigo

 

Foto: Aldeia Talasnal -Visite Comigo

                            Foto: Produtos regionais -Visite Comigo

Não faltou quem quisesse percorrer por aquele cenário a céu aberto. Provamos um pastel de castanhas saboroso na esplanada do restaurante, e não passou despercebido lindos vasos de plantas em espécies variadas, que tornava aquele sitio ainda mais especial. O relógio não parava, tínhamos que seguir, o nosso destino era Candal.

 

                    Foto:  Doce de castanha -Visite Comigo

 

Candal

 

 

Foto: Aldeia de Candal -Visite Comigo

Saindo de Talasnal e seguindo em direção ao Candal, logo ao longe surge a nossa última Aldeia do Xisto a ser visitada na Serra da Lousã. A Aldeia de Candal, é diferente das outras devido a sua acessibilidade pela via nacional.
Em uma encosta acentuada, ao som das águas de um ribeiro e praia fluvial que corre mesmo ao lado, vivem pessoas acolhedoras que partilham  suas histórias e tradições. Aproveitamos a oportunidade e em um restaurante local, provamos a famosa chanfana (prato típico da região), um prato cheio de boas histórias e tradições.

 

 

Foto: Aldeia do Candal- Visite Comigo

 

Conta-se que: “As cabras velhas, já inúteis no rebanho, depois de abatidas são cortadas em postas e cozinhadas no forno em caçoilas. Aspecto determinante é o facto da carne ser coberta de vinho, o que contribui para o excelente sabor obtido”.

 

 

Poderá conferir outras gastronomia da região em:

Gastronomia

Almoçamos ao som das águas e da natureza, na esplanada do restaurante local, onde apreciamos esse prato tão típico e com uma identidade que  preservam a memória daqueles que por aquela aldeia passaram.

A praia fluvial com água cristalina e pura, pode-se passar bons momentos de descontração, nos dias quentes de verão.

O Visite Comigo esteve hospedado no Palácio da Lousã Boutique Hotel , de volta ao tempo no séc. XVIII, uma mistura perfeita do requinte e história, rodeado por magníficos jardins e com belas vistas.


                                             Foto: Chanfana servida com legumes -Visite Comigo

Poderá também aproveitar sua passagem pela Lousã e visitar o Museu Etnográfico, com exposições permanentes em arados, cerâmicas, apicultura, linho, cozinha serrana e muito mais.

 

 

 

 

Foto:Museu Etnográfico -Lousã

 

O castelo da Lousã em combinação com a Capela da Sra. da Piedade também tem interesse turístico, bem como, a praia fluvial.

Foto: Praia Fluvial -Visite Comigo

Foto: Castelo e Capela da Sra. Piedade

A nossa passagem pelas Aldeias do Xisto, ficaram por aqui, mas o Visite Comigo, traz na bagagem a natureza selvagem e virgem, o cenário perfeito para provar bons sabores, o conhecimento de gentes tão genuínas e pura de coração. A expressão no rosto do trabalho duro de quem por lá vive, os miradouros que tiraram o nosso fôlego.  Com certeza saímos dessa experiência mais ricos do que quando lá chegamos.

 

Siga o Visite Comigo nas redes sociais:

Site: visitecomigo.com
Facebook:Visite Comigo

Instagram: @visitecomigo

Youtube: Visite Comigo

 

 

 

 

2 Comentários

  1. […] as serras da Lousã e da Estrela, conheça algumas aldeias e esteja no contato direto com a cultura e tradição, […]

  2. […] as serras da Lousã e da Estrela, conheça algumas aldeias e esteja no contato direto com a cultura e tradição, […]